Sobre Goura Hari dāsa

Goura Hari dāsa
Goura Hari dāsa

Sou nascido em Mogi das Cruzes, estado de SP, no ano de 1991. Em 2000 me mudei de Mogi para a cidade de Santo Antônio do Pinhal, situada na serra da Mantiqueira, onde resido até hoje. Considero que essa mudança foi fundamental para que os meus interesses pela astrologia e também pela espiritualidade pudessem se desenvolver, uma vez que Santo Antonio do Pinhal é uma cidade pacata e pequena, além de se tratar de uma riquíssima reserva ecológica em meio a bela Serra da Mantiqueira, um ambiente ideal para a contemplação.

Com dezoito anos tive o meu mapa estudado pela primeira vez, o que despertou um profundo interesse pelo assunto, me levando a mergulhar no universo da astrologia. Inicialmente, passei pela astrologia moderna, medieval e helenística, até chegar a astrologia indiana em 2011, na qual tenho me aprofundando desde então. No ano seguinte, em dezembro de 2012, fui iniciado por meu gurudeva, Śrīla Bhaktivedānta Vana Mahārāja, na tradição gauḍīya vaiṣṇava, recebendo o nome Goura Hari dāsa, outro evento marcante e que impulsionou ainda mais a minha imersão na sabedoria indiana.

Hoje (2019) já fazem cerca de doze anos que me dedico ao estudo da astrologia. Nesses anos pude conhecer diversos astrólogos e estudar suas metodologias, no entanto, meus principais gurus foram, de fato, os livros, em especial os clássicos. Além disso, no que se refere a astrologia Parāśari, sou muito influenciado pela metodologia do indiano K. N. Rao. Já no que se refere a astrologia Jaimini, minha maior fonte de inspiração é Irangati Rangacharya e o contato que mantenho com um de seus discípulos, Shanmukha Teli. Também me interesso pelo estudo comparativo das técnicas helenísticas e medievais de astrologia, uma vez que fornecem insights preciosos em relação a própria astrologia indiana.

Sobre Goura Hari dāsa

Goura Hari dāsa

Sou nascido em Mogi das Cruzes, estado de SP, no ano de 1991. Em 2000 me mudei de Mogi para a cidade de Santo Antônio do Pinhal, situada na serra da Mantiqueira, onde resido até hoje. Considero que essa mudança foi fundamental para que os meus interesses pela astrologia e também pela espiritualidade pudessem se desenvolver, uma vez que Santo Antonio do Pinhal é uma cidade pacata e pequena, além de se tratar de uma riquíssima reserva ecológica em meio a bela Serra da Mantiqueira, um ambiente ideal para a contemplação.

Com dezoito anos tive o meu mapa estudado pela primeira vez, o que despertou um profundo interesse pelo assunto, me levando a mergulhar no universo da astrologia. Inicialmente, passei pela astrologia moderna, medieval e helenística, até chegar a astrologia indiana em 2011, na qual tenho me aprofundando desde então. No ano seguinte, em dezembro de 2012, fui iniciado por meu gurudeva, Śrīla Bhaktivedānta Vana Mahārāja, na tradição gauḍīya vaiṣṇava, recebendo o nome Goura Hari dāsa, outro evento marcante e que impulsionou ainda mais a minha imersão na sabedoria indiana.

Hoje (2019) já fazem cerca de doze anos que me dedico ao estudo da astrologia. Nesses anos pude conhecer diversos astrólogos e estudar suas metodologias, no entanto, meus principais gurus foram, de fato, os livros, em especial os clássicos. Além disso, no que se refere a astrologia Parāśari, sou muito influenciado pela metodologia do indiano K. N. Rao. Já no que se refere a astrologia Jaimini, minha maior fonte de inspiração é Irangati Rangacharya e o contato que mantenho com um de seus discípulos, Shanmukha Teli. Também me interesso pelo estudo comparativo das técnicas helenísticas e medievais de astrologia, uma vez que fornecem insights preciosos em relação a própria astrologia indiana.

oṁ tat sat